“Monk Seal”, lançado na Madeira, está numa escola de San Juan de Nicaragua Versão para impressão
01  O pequeno veleiro não tripulado MONK SEAL foi lançado ao mar ao largo da ilha da Madeira, no dia 18 de janeiro, e após ter passado pelas ilhas Canárias e Cabo Verde atravessou o Atlântico, tendo sido encontrado por um pescador em San Juan de Nicaragua e já foi entregue a uma escola local.

O MONK SEAL nome dado pelos alunos madeirenses, foi um de três veleiros portugueses a ser lançado ao mar no âmbito do projeto da EMEPC “Leva Portugal ao Mundo”. O projeto educativo Leva Portugal ao Mundo tem como objetivo primordial o lançamento e monitorização de um pequeno veleiro não tripulado equipado com GPS. É a versão moderna da “mensagem na garrafa”. Se o barquinho chegar a novo destino, de imediato se desenvolvem relações entre quem o lançou e quem o recebeu, permitindo uma interação entre pessoas de diferentes países e culturas.

Em Portugal continental, o projeto educativo “Leva Portugal ao Mundo” envolve seis parceiros ligados ao mar: Agência Ciência Viva, EMEPC /Kit do Mar, IST /ISR, IST /MARETEC, Valuma e Ocean Puzzle; e ainda duas escolas da Nazaré: EB 2,3 Amadeu Gaudêncio e Externato Dom Fuas Roupinho.

Na Madeira, o projeto “Leva Portugal ao Mundo” conta com o apoio da Estação de Biologia Marinha do Funchal e envolveu no caso do “Monk Seal”, as Escolas Básicas da Torre e Bartolomeu Perestrelo, que desenvolveram durante um ano um projeto que envolveu desde a pintura de elementos típicos de cada concelho e da Madeira como a elaboração de mensagens sobre a sua escola e costumes.

O “Monk Seal” foi lançado no Oceano Atlântico a 18 de janeiro, num evento que contou com a colaboração da Estação de Biologia Marinha do Funchal, do Comando de Zona Marítima da Madeira, da Marinha Portuguesa e do Instituto de Socorros a Náufragos e no qual participaram elementos da Estrutura de Missão para a Extensão da Plataforma Continental e do Instituo Superior Técnico para além dos alunos das duas escolas.

O seu lançamento integrou-se numa regata internacional promovida pelo projeto educativo norte-americano Educational Passages, em que vários países do Arco Atlântico participaram. Na Madeira, o projeto foi coordenado pela Estação de Biologia Marinha do Funchal.

O objetivo foi alcançado, pois após o pescador ter encontrado o “Monk Seal” entregou-o à Escola Angelica Mongrio, onde receberam as lembranças e mensagens enviadas pelos alunos Madeirenses e assim vão iniciar um novo projeto próprio.

O investigador Luís Sebastião do Instituto Superior Técnico - Institute for Systems and Robotics e Raquel Costa (Coordenadora do projeto “Leva Portugal ao Mundo”) coordenaram a operação de busca e resgate do barquinho na Nicarágua, através de uma pesquisa exaustiva e com contactos frequentes com guias e operadores locais.

 

 

  • Percurso do MONK SEAL no website da NOAA.

 

Galeria de Fotos

 

 

 

 

(Fotos de: direitos de autor "©" ; Texto de: Luisa Costa e Mafalda Freitas /DCRN)