Funchal integra a Rede de Municípios de Adaptação Local às Alterações Climáticas Versão para impressão
02  Foi assinado em Coimbra o Protocolo de Entendimento que visa a criação da Rede de Municípios de Adaptação Local às Alterações Climáticas.

 O projeto ClimAdaPT.Local, iniciado em janeiro de 2015 e terminado este mês, teve como objetivo geral iniciar em Portugal um processo contínuo de elaboração de Estratégias Municipais de Adaptação às Alterações Climáticas (EMAAC). A um nível mais específico foi também objetivo deste projeto criar uma Rede de Municípios de Adaptação Local às Alterações Climáticas em Portugal, que constitua em fórum de reflexão e dinamização das políticas públicas locais no domínio da Adaptação.

Nesta medida, foi assinado no passado dia 9 de dezembro, um protocolo de entendimento com vista à criação desta rede, numa cerimónia que contou com a presença do Secretário de Estado do Ambiente e do Presidente da Associação Nacional de Municípios.

O Funchal é um dos municípios signatários deste protocolo, tendo o documento sido rubricado pelo Presidente Paulo Cafôfo. Aos 26 municípios envolvidos no projeto ClimAdaPT.Local, juntaram-se ainda mais 4, totalizando assim 30 municípios de Portugal Continental e Regiões Autónomas a dar o pontapé de partida para esta iniciativa.

Os municípios signatários são: Almada, Amarante, Barreiro, Braga, Bragança, Castelo de Vide, Cascais, Castelo Branco, Coruche, Évora, Ferreira do Alentejo, Figueira da Foz, Funchal, Guimarães, Ílhavo, Leiria, Lisboa, Loulé, Mafra, Montalegre, Odemira, Porto,  São João da Pesqueira, Seia, Sintra, Tomar, Tondela, Torres Vedras, Viana do Castelo e Vila Franca do Campo.

 

Galeria de Fotos

 

 

 

 

 (Fotos de: direitos de autor "©" ; Texto de: Manuel Biscoito /DCRN)