28 Julho 2021
pt | en Contactos | Mapa do Site
Página Inicial » Novidades » Invasões Biológicas no Mar da Madeira e o Tráfego Marítimo
Invasões Biológicas no Mar da Madeira e o Tráfego Marítimo Versão para impressão Enviar por E-mail
00 Patrício Ramalhosa, investigador do Observatório Oceânico da Madeira e do Mare, foi o orador convidado do Ciclo de Conferências Sextas-do-OOM, no dia 27 de março, pelas 17 horas na Sala da Assembleia Municipal da Câmara Municipal do Funchal.

 As invasões marinhas de espécies não-indígenas (NIS) são consideradas uma grande ameaça à biodiversidade quer a nível ambiental quer a nível económico. Sobretudo, nas últimas duas décadas, o número de invasões marinhas tem aumentado devido ao tráfego marítimo, principalmente através do transporte em águas de lastro como também em inscrustações nos cascos das embarcações.

Nos últimos anos, no arquipélago da Madeira, o grupo de investigação do Doutor João Canning Clode tem-se debruçado sobre o estudo das invasões marinhas na região tendo 16 novas espécies não-indígenas na marina da Quinta do Lorde, número esse significadamente relacionado com o número de chegadas de embarcações de recreio nessa mesma marina. Nesse contexto, o grande objetivo deste projeto é compilar uma ampla e completa base de dados do tráfego marítimo ao longo dos anos em todos os portos e marinas da RAM. Esta pioneira base de dados irá incluir o número de chegadas anual de todos os tipos de embarcações (cruzeiro, recreio, rebocadores, carga, militares), porto de origem, porto de destino, comprimento da embarcação, quantidade de carga, entre outras variáveis.

 

Galeria de Fotos

 

 

(Fotos de: direitos de autor "©"; Patrício Ramalhosa /OOM e MARE))

 
Mapa do Site | Sugestões | Condições de utilização | Privacidade | © 2021, Municipio do Funchal Facebook | RSS