3 Agosto 2021
pt | en Contactos | Mapa do Site
Página Inicial » Espécie do Mês » Caranguejo aranha
Caranguejo aranha Versão para impressão Enviar por E-mail

Carapaça com forma triangular, com as regiões bem definidas e com superfície lisa, ligeiramente mais comprida que larga (até cerca de 2 cm de comprimento e 1,7 cm de largura) e apresentando um rostro comprido (5 cm de comprimento) com os bordos laterais espinhosos, são aspectos que caracterizam esta espécie de caranguejo.

.

Para além destas características, esta espécie tem as patas ambulatórias compridas e delgadas, diminuindo de tamanho desde primeiro par até ao último. As patas com pinças são também compridas e finas, com os bordos interno e externo espinhosos, sendo maiores nos machos. Vive em fundos rochosos infra e circalitorais, entre os 5 e os 100 metros de profundidade, ocupando pequenas grutas ou fendas, estando às vezes associada à anémona Tematactis cricoides, no entanto a sua relação com esta espécie não está ainda esclarecida. É muito frequente encontrar este caranguejo associado ao ouriço de espinhos compridos, Diadema africanum, pois tal como este ouriço apresenta maior atividade durante a noite, onde ambos se deslocam em busca de alimento. Pode ainda ser observado também junto ao cerianto Pachycerianthus cf. dohrni e ao zoantário Gerardia savaglia.

Identificação

É uma espécie muito fácil de identificar devido essencialmente ao seu rostro comprido e às suas compridas e finas patas ambulatórias de cor acastanhadas. Para além destas características apresenta uma coloração avermelhada sobre a carapaça, distribuída em bandas longitudinais simétricas.

  

Distribuição


Esta espécie está presente no Atlântico oriental desde o arquipélago da Madeira até às costas de Angola. É uma muito comum no nosso litoral.

 

 

Alimentação


Alimenta-se de pequenos invertebrados e de restos de matéria orgânica que encontra no fundo.

 

 

Curiosidades

O nome comum atribuído a esta espécie, Caranguejo aranha, deve-se essencialmente à sua forma, corpo pequeno e longas patas ambulatórias, fazendo lembrar uma aranha. Em alguns países de língua inglesa este crustáceo é conhecido por caranguejo flecha (“arrow crab”), devido à forma da carapaça e do seu longo rostro, que faz lembrar uma flecha. É uma espécie com potencial para a aquariologia..

 

Referências bibliográficas

Araújo, R. & Calado, R., 2003. Crustáceos Decápodes do arquipélago da Madeira. Biodiversidade Madeirense: Avaliação e Conservação. Direcção Regional do Ambiente da RAM Nº 4 236 pp.

González Pérez, J. A., 1995. Catálogo dos Crustáceos Decápodos de las Ilhas Canarias. Gambas. Lagostas. Cangrejos. Publicationes Turquesa S.L., Santa

Udekem d´Acoz, C. d’, 1999. Inventaire et distribution des crustacés décapodes de l’Atlantique nord-oriental, de la Méditerranée et des eux continentales adjacentes au nord de 25ºN. Patrimoines naturels (M.N.H.N./S.P.N.), 40 : 383 p.



 
Taxonomia
Império: Eukariota
Reino: Animalia
Filo: Arthropoda
Subfilo: Crustacea
Classe: Malacostraca
Ordem: Decapoda
Família: Inachidae
Género: MajaStenorynchus
Espécie: S. lanceolatus (Brullé, 1837)
Autor desta ficha
Rui Ricardo Pereira Araújo Correia Rui Ricardo Pereira Araújo Correia
Biólogo marinho e director do Museu de História Natural do Funchal
Saiba mais em:
Mapa do Site | Sugestões | Condições de utilização | Privacidade | © 2021, Municipio do Funchal Facebook | RSS