18 Setembro 2021
pt | en Contactos | Mapa do Site
Página Inicial » Newsletter
A coleção de aves do Museu de História Natural do Funchal Versão para impressão Enviar por E-mail
As aves são o grupo de vertebrados com maior número de espécies no Arquipélago da Madeira. Ao todo 47 espécies nidificam nas diferentes ilhas que compõem o arquipélago.

Destas, 8 espécies são consideradas aves marinhas no sentido mais estrito do termo (Cagarra, Patagarro, Alma-negra, Roque-de-Castro, Calcamar, Pintaínho, Freira da Madeira e Freira do Bugio) e algumas delas possuem importantes colónias nas Ilhas Selvagens e Desertas.

Das aves nidificantes no arquipélago, 4 são endémicas. O Pombo Trocaz, a Freira da Madeira e o Bis-Bis são endémicos da Madeira e a Freira do Bugio, endémica das ilhas Desertas. Para além disso, várias espécies de aves da Madeira são consideradas por alguns autores como sendo subespécies ou variedades endémicas.

Para além das espécies que nidificam no arquipélago, muitas outras são avistadas mais ou menos regularmente em determinadas épocas do ano, consoante as suas migrações ou as condições atmosféricas prevalecentes no momento. Assim ventos fortes de leste na Primavera ou no Outono trazem para a Madeira espécies migradoras Europeias. Pelo contrário, ventos fortes de oeste podem trazer até cá espécies oriundas do continente americano. No total e até à data, foram assinaladas 297 espécies e subespécies de aves visitantes regulares ou acidentais.

Desde a sua criação em 1929, o Museu de História Natural tem sido repositório de muitas das espécies de aves que se encontram no arquipélago da Madeira. Caçadores locais e outras pessoas interessadas trouxeram ao Museu muitas das espécies que hoje se encontram representadas na sua coleção. Hoje em dia são muitas as pessoas que encontram aves perdidas ou feridas nas ruas ou no campo e que as trazem ao Museu. São particularmente aves marinhas que, na época da sua reprodução, são atraídas durante a noite às luzes urbanas e ficam desorientadas, deixando-se ficar no solo. Na esmagadora maioria dos casos, estas aves estão em boas condições físicas. São então medidas e anilhadas e posteriormente soltas na natureza. Algumas vezes essas aves estão debilitadas e são tratadas pelos técnicos do Museu, que as reabilitam e posteriormente as soltam na natureza. Apenas nos casos extremos as aves são abatidas e integradas na coleção do Museu.

Neste momento a coleção do Museu de História Natural do Funchal possui entre 800 e 900 registos, que incluem espécimes montados, peles, ninhos, ovos e outros materiais provenientes das aves. Estão em exposição permanente no Museu 235 espécimes de aves, que incluem a totalidade das aves nidificantes e uma grande parte das aves migradoras que foram colhidas no arquipélago. Contudo a maior coleção é destinada a estudo e está conservada sob a forma de peles preparadas de modo a permitir estudos de morfologia e mais recentemente, de genética.

O Boletim do Museu de História Natural do Funchal publica periodicamente a lista atualizada das aves do arquipélago da Madeira e também novos assinalamentos (artigo_326_2010 e artigo_330_2011).

As aves, para além da sua importância ecológica, representam hoje um fator importante de atração turística, justificando a presença na Madeira de inúmeros amadores (birdwatchers) e de empresas que se dedicam a este ramo de negócio, quer em terra, quer no mar. Todas as espécies nidificantes estão hoje protegidas, quer por via da sua ocorrência em áreas protegidas, quer porque não são consideradas cinegéticas e como tal não podem ser legalmente caçadas.

Nos últimos anos a fauna ornitológica da Madeira tem vindo a aumentar, fruto da introdução involuntária de novas espécies, das quais destacam-se os bicos-de-lacre e o periquito-de-colar. Estas introduções em ambientes insulares são motivo de grande preocupação pois estas novas espécies podem competir com as aves indígenas e colocá-las em perigo.

Galeria de Fotos

(Fotos e Texto de: Manuel Biscoito/Conservador de Vertebrados do Museu de História Natural do Funchal)

 
Mapa do Site | Sugestões | Condições de utilização | Privacidade | © 2021, Municipio do Funchal Facebook | RSS