22 Setembro 2021
pt | en Contactos | Mapa do Site
Página Inicial » Newsletter
Expedição micológica Versão para impressão Enviar por E-mail
sinopse

Aproveitando a estadia, na Madeira, de um especialista sueco em fungos pertencentes ao Filo Basidiomycota, o Museu de História Natural do Funchal organizou uma pequena expedição micológica com o objetivo de observar e recolher espécimes na natureza.

O Museu de História Natural do Funchal organizou, em dezembro, uma pequena expedição micológica aproveitando a estadia, na Madeira, de um especialista sueco em fungos pertencentes ao Filo Basidiomycota.

Há cerca de 21 anos que o Sr. Max Koschatzky colabora com o Museu deslocando-se, anualmente, à Madeira onde faz observações e recolhas de material micológico. Para homenagear esta longa colaboração, organizou-se, em conjunto com o Sr. Max, uma pequena exposição onde figuram 11 espécies de fungos que podem ser encontrados a crescer na madeira das árvores vivas dos nossos jardins, avenidas e florestas ou na madeira já em decomposição. O facto de estas espécies não possuírem a forma estereotipada de cogumelo, passam-nos despercebidas no nosso quotidiano. Uma das espécies em exibição é endémica da Macaronésia; trata-se da madre-louro muito utilizado na medicina popular madeirense. As restantes espécies possuem uma distribuição geográfica mais ampla, essencialmente europeia.

À semelhança dos anos anteriores, o Museu prestou apoio logístico em algumas deslocações efetuadas para recolha de espécimes. Foram visitadas 3 áreas de floresta Laurissilva e uma de floresta exótica.

Depois de identificados, os espécimes de fungos são sujeitos a uma secagem rápida, congelamento (para desinfestação) e só depois são incorporados na coleção do Museu.

Galeria de Fotos

 

(Fotos de: Juan Silva/DCI)

 
Mapa do Site | Sugestões | Condições de utilização | Privacidade | © 2021, Municipio do Funchal Facebook | RSS